Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/268
metadata.dc.type: Tese
Title: Assinatura química cuticular como ferramenta para indicar status reprodutivo e relações entre vespas Polistinae (Hymenoptera, Vespidae)
Other Titles: Cuticular chemistry signature as tool to indicate status reproductive and relationships among polistinae wasps (Hymenoptera, Vespidae)
metadata.dc.creator: Torres, Viviana de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Antonialli Júnior, William Fernando
metadata.dc.contributor.referee1: Prezoto, Fábio
metadata.dc.contributor.referee2: Súarez, Yzel Rondon
metadata.dc.contributor.referee3: Lima, Sandro Márcio
metadata.dc.contributor.referee4: Pepinelli, Mateus
metadata.dc.description.resumo: A família Polistinae desperta o interesse de muitos pesquisadores, uma vez que é constituída por espécies de vespas sociais que podem auxiliar no entendimento da evolução do comportamento eussocial. Por conta disto, diversos estudos sobre a biologia básica, comportamento, sistemática e relações filogenéticas já foram realizados. Atualmente, merecem destaque os trabalhos realizados com sequências moleculares e com o perfil de hidrocarbonetos cuticulares para estabelecer relações intra e interespecíficas. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o uso conjunto de sequências do gene citocromo C oxidase I e dos compostos químicos da cutícula e de ninhos para inferir relações entre espécies de vespas Polistinae. Também foi avaliado uso destes compostos da cutícula para indicar a posição hierárquica de fêmeas e, portanto, mediar às interações entre elas em suas colônias. Os resultados da árvore de distância genética neighbor-joining gerada a partir das sequências do gene COI agrupou Epiponini, Polistini e Mischocyttarini de forma congruente com as relações filogenéticas propostas atualmente, mesmo em relação aos subgêneros e espécies. Já o perfil químico da cutícula só apontou relação mais próxima da filogenia atual e também com a matriz genética quando foram avaliadas as espécies com maior número de colônias coletadas em diferentes ambientes. A composição química da cutícula do adulto e do substrato do ninho podem ser usados para análises de relações intra e interespecíficas e os elementos químicos que compõem o substrato do ninho também fazem parte da composição química cuticular do adulto, além disso, variação do perfil químico do substrato do ninho e do adulto varia de acordo com o tipo de ambiente em que as colônias nidificam. Tanto em colônias de Polistes versicolor quanto de Polistes ferreri 3 categorias de fêmeas podem ser identificadas por meio dos compostos químicos de sua cutícula, as quais estão relacionadas às diferentes condições fisiológicas de seus ovários, embora, como na maioria das espécies desta grupo, não haja diferenças morfológicas significativas entre elas. Portanto, os resultados deste trabalho demonstram que os compostos químicos da cutícula podem ser usados para inferir relações intra e interespecíficas entre espécies de vespas sociais, sobretudo quando em complemento com técnicas moleculares. A composição química dos ninhos está diretamente relacionada à dos adultos e pode variar, de acordo com o ambiente e, portanto, pode ser usada para avaliar diferenças entre populações. Por fim, como já relatado em outros trabalhos, mesmo não havendo diferenças morfológicas entre fêmeas de colônias de vespas do gênero Polistes, elas provavelmente reconhecem seu status reprodutivo e, portanto, sua posição hierárquica nas colônias, também por meio destes compostos cuticulares.
Abstract: The Polistinae family calls the attention of several researchers since it is constituted by social wasp species which may help in understanding the eusocial behavior evolution. Because of this, many studies about basic biology, behavior, systematics and phylogenetic relationships have been performed. Nowadays it is worth being highlighted studies involving molecular sequences and cuticular hydrocarbon profile in order to establish intra-and interspecific relationships. Therefore, the aim of this study was to evaluate the joined use of sequences from cytochrome C oxidase I gene and chemical compounds from the cuticle and the nests to infer relationships among Polistinae wasps species. We also assessed the use of these compounds from the cuticle to indicate the females hierarchical position and therefore, mediate the interactions among them in their colonies. The results of the genetic distance neighborjoining tree generated from COI gene sequences have grouped Epiponini, Polistini and Mischocyttarini congruently with the phylogenetic relationships currently proposed, even for subgenera and species. The cuticle chemical profile only pointed closer relationship with the current phylogeny and also with the genetic matrix when species with larger colonies collected in different environments were assessed. The chemical composition of adult cuticle and the nest substrate can be used for analyzes of intra and interspecific relationships; the chemical elements that compose the nest substrate is also part of the chemical composition of the adult cuticle; moreover, nest and adult substrate chemical profile variation varies according to the type of environment in which the colonies nest. In both colonies Polistes versicolor and Polistes ferreri, 3 female categories could be identified by their cuticle chemical composes which are related to different physiological conditions of its ovaries although as in most species of this group, there is no significant morphological differences among them. Therefore, the results of this work demonstrate that the cuticle chemical compounds can be used to infer intra and interspecific relationships among social wasp species, especially when supplementing with molecular techniques. The nests chemical composition is directly related to adults and it may vary according to the environment and therefore it can be used to assess differences among populations. Finally, as it has already been reported in other studies, even though no morphological differences among females of wasps colonies of the genus Polistes, they probably recognize their reproductive status, and therefore, their hierarchical position in the colonies, also by these cuticular compounds.
Keywords: Vespidae
Entomologia
Entomology
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Grande Dourados
metadata.dc.publisher.initials: UFGD
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais
metadata.dc.publisher.program: Programa de pós-graduação em Entomologia e Conservação da Biodiversidade
Citation: TORRES, Viviana de Oliveira. Assinatura química cuticular como ferramenta para indicar status reprodutivo e relações entre vespas Polistinae (Hymenoptera, Vespidae). 2014. 161 f. Tese (Doutorado em Entomologia e Conservação da Biodiversidade)–Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2014.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://200.129.209.58:8080/handle/prefix/268
Issue Date: 25-Feb-2014
Appears in Collections:Doutorado em Entomologia e Conservação da Biodiversidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VivianadeOliveiraTorres.pdf4,36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.