Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1082
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Efeitos cardio e renoprotetores induzidos pela Cuphea carthagenensis (Jacq.) J.F. Macbr. em ratas ovariectomizadas e com hipertensão renovascular
Other Titles: Cardio and renoprotective effects induced by Cuphea carthagenensis (Jacq.) J.F. Macbr. in ovariectomized rats and with renovascular hypertension
metadata.dc.creator: Schaedler, Maysa Isernhagen
metadata.dc.contributor.advisor1: Gasparotto Junior, Arquimedes
metadata.dc.description.resumo: Devido a grande biodiversidade brasileira, o uso de plantas medicinais para o tratamento de diversas doenças é muito difundido, principalmente quando se trata de doenças crônicas como a hipertensão. Dentre estas plantas, a Cuphea carthagenensis (Jacq.) J.F. Macbr. é amplamente utilizada para o tratamento de doenças cardiovasculares, contudo não existem estudos que comprovem sua atividade anti-hipertensiva. Desta forma, este estudo propõe a elucidação da atividade cardio e renoprotetora de uma fração solúvel em etanol obtida da C. carthagenensis (ESCC) em ratas Wistar ovariectomizadas submetidas a um modelo de hipertensão renovascular. Quatro semanas após a cirurgia os animais foram divididos em seis grupos, sendo o grupo falsamente operado (SHAM), controle positivo (2K1C+OVT), enalapril (15 mg/kg) e os grupos ESCC (30, 100 e 300 mg/kg); todos por via oral, uma vez ao dia, por 28 dias. A atividade diurética foi determinada nos dias 1, 7, 14, 21 e 28, e no último dia de tratamento foram mensuradas a pressão arterial sistólica, diastólica, média e a frequência cardíaca. Amostras de coração, aorta e rim foram coletados para a avaliação do sistema antioxidante e os níveis séricos de creatinina, ureia, sódio, potássio, nitrosamina, nitrito, espécies reativas ao ácido tiobarbitúrico, aldosterona, vasopressina e a atividade da enzima conversora de angiotensina (ECA) foram também determinados. Além disso, foram avaliadas a reatividade vascular e mecanismos moleculares envolvidos com a vasodilatação induzida pelo ESCC em leito vascular mesentérico isolado. O tratamento prolongado com a C. carthagenensis acarretou diminuição da pressão arterial e da frequência cardíaca. Também foi capaz de recuperar a reatividade vascular em todas as doses utilizadas, o que provavelmente está relacionado ao sistema de defesa antioxidante e possível aumento da biodisponibilidade de óxido nítrico. Além disso, observou-se a ativação da via NO/GMPc e a abertura de canais de potássio no leito vascular mesentérico, indicando um potencial mecanismo para os efeitos cardiovasculares da fração solúvel ESCC.
Abstract: Due to the great Brazilian biodiversity the use of medicinal plants for the treatment of various diseases is very widespread, especially when it comes to chronic diseases such as hypertension. Among these plants are Cuphea carthagenensis (Jacq.) J.F. Macbr. is widely used for the treatment of cardiovascular diseases, however there are no studies that prove its antihypertensive activity. Thus, this study proposes the elucidation of cardio and renoprotective activity of a soluble fraction in ethanol obtained from C. carthagenensis (ESCC) in ovariectomized Wistar rats submitted to a model of renovascular hypertension. Four weeks after surgery, the animals were divided into six groups: the SHAM group, the positive control group (2K1C + OVT), the enalapril group (15 mg / kg) and the ESCC groups (30, 100 and 300 mg / kg); all orally, once daily for 28 days. Diuretic activity was determined on days 1, 7, 14, 21 and 28, and on the last day of treatment, systolic, diastolic, mean and heart rate were measured. Liver, heart, aorta and kidney samples were collected for evaluation of the tissue antioxidant system, and serum levels of creatinine, urea, sodium, potassium, nitrosamine, nitrite, thiobarbituric acid reactive species, aldosterone, vasopressin and enzyme activity angiotensin converting enzyme (ACE) were also determined. In addition, vascular reactivity and molecular mechanisms involved with ESCC-induced vasodilation in the mesenteric vascular bed were also evaluated. Prolonged treatment with C. carthagenensis resulted in a decrease in blood pressure and heart rate. It was also able to recover vascular reactivity at all doses used, which is probably related to the antioxidant defense system and possible increase of NO bioavailability. In addition, the activation of the NO / cGMP pathway and the opening of potassium channels in the mesenteric vascular bed were observed, indicating a potential mechanism for the cardiovascular effects of the ESCC.
Keywords: Anti-hipertensivos
Antihypertensive agents
Antioxidantes
Antioxidants
Diuréticos
Diuretics
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FARMACOLOGIA::ETNOFARMACOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Grande Dourados
metadata.dc.publisher.initials: UFGD
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de pós-graduação em Ciências da Saúde
Citation: SCHAEDLER, Maysa Isernhagen. Efeitos cardio e renoprotetores induzidos pela Cuphea carthagenensis (Jacq.) J.F. Macbr. em ratas ovariectomizadas e com hipertensão renovascular. 2018. 47 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2018.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1082
Issue Date: 11-Dec-2018
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MaysaIsernhagenSchaedler.pdf7,07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.