Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1109
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Oliveira, Magda Carmelita Sarat-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4301531823989684pt_BR
dc.contributor.referee1Rodrigues, Elaine-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8649355880358864pt_BR
dc.contributor.referee2Furtado, Alessandra Cristina-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0352539741899197pt_BR
dc.creatorFaria, Adriana Horta de-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7063520454587424pt_BR
dc.date.accessioned2019-06-19T18:02:54Z-
dc.date.available2019-06-19T18:02:54Z-
dc.date.issued2018-01-29-
dc.identifier.citationFARIA, Adriana Horta de. Trajetórias docentes: memórias de professores homens que atuaram com crianças no interior de Mato Grosso do Sul (1962-2007). 2018. 112 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1109-
dc.description.abstractThe teaching work with children has been attributed mainly to women, due to historical conceptions of what feminine characteristics associated with motherhood, such as patience and self-denial, are more appropriate for the education of children. Men in the school environment teaching children are rarer and, for many, they would not be the most suitable for the task, because they represent strength, rigidity, among other adjectives. Based on these conceptions, the research sought to elucidate male participation in the history of teaching with children. The empirical locus involved four municipalities in the extreme south of the state of Mato Grosso do Sul / Brazil. In researching the memories of 3 currently retired teachers, this knowledge can stimulate reflection with new teachers, besides contributing to the construction of the history of teaching practice, discussing the gender stereotypes in the profession. For that, it was used as a resource Oral Thematic History, in which the interviews were recorded in audio, transcribed and textualized, following the methodological procedures of this field of studies. The analyzes were based mainly on the theoretical reference of the works of Norbert Elias. Teachers, recalling the reasons that led them to work in teaching with children, pointed out that this process was part of an unplanned insertion, or as Elias would say, was a "blind process." The memories of these teachers made it possible to analyze themes such as: teaching work, male insertion in teaching, the environment of rural multi-serialized schools and models based on gender inferences. According to the interviewees, being male and bearing gender attributes marked by characteristics such as strong, courageous and daring, they could better perform work in rural areas, facing geographical problems, intemperies, long distances and natural difficulties of the rural environment should they arise. Regarding the challenges faced in the work in a historical profession and sextipificado as feminine, in acting they affirmed that they did not perceive difference between the work of men and women. However, they emphasize the vigilance of parents and family, making them continuously prove their competence and confidence to continue working with children. When analyzing the memories of these teachers, it was possible to perceive that the responsibility of the education of the children is not reduced to socio-constructed attributes of gender, but the professional qualification, that independently of these elements, needs to train the teacher to exercise its place in the education.en
dc.description.resumoA atuação docente com crianças tem sido atribuída majoritariamente às mulheres, isso devido a concepções históricas de que características ditas femininas, associadas principalmente à maternidade, como paciência e abnegação, são mais adequadas para a educação de crianças. Homens em ambiente escolar lecionando para crianças são mais raros e, para muitos, eles não seriam os mais adequados para a tarefa, pois representam a força, a rigidez, entre outros adjetivos. Partindo dessas concepções, a pesquisa buscou elucidar a participação masculina na história da docência com crianças. O locus empírico envolveu quatro municípios do extremo sul do estado de Mato Grosso do Sul/Brasil. Ao pesquisar as memórias de 3 professores atualmente aposentados, esse conhecimento pode estimular a reflexão com novos professores, além de contribuir para a construção da história da prática docente, discutindo os estereótipos de gênero na profissão. Para tanto, foi utilizada como recurso a História Oral Temática, na qual as entrevistas foram gravadas em áudio, transcritas e textualizadas, seguindo os procedimentos metodológicos desse campo de estudos. As análises se apoiaram principalmente no referencial teórico das obras de Norbert Elias. Os professores, ao recordarem os motivos que os levaram a trabalhar na docência com crianças, apontaram que esse processo foi parte de uma inserção não planejada, ou como diria o Elias, foi um “processo cego”. As memórias desses professores possibilitaram analisar temas como: o trabalho docente, a inserção masculina no magistério, o ambiente das escolas rurais multisseriadas e os modelos pautados em inferências de gênero. Segundo os entrevistados, por serem do sexo masculino e carregarem atributos de gênero marcados por características como fortes, corajosos e ousados, poderiam desempenhar melhor o trabalho nas áreas rurais, enfrentando problemas geográficos, intempéries, longas distâncias e dificuldades naturais do ambiente rural caso surgissem. Sobre os desafios enfrentados na atuação em uma profissão histórica e sexotipificada como feminina, ao atuarem afirmaram que não percebiam diferença entre o trabalho de homens e de mulheres. No entanto destacam, a vigilância dos pais e familiares, fazendo com que continuamente comprovassem sua competência e confiança para continuar trabalhando com as crianças. Ao analisar as memórias desses professores, foi possível perceber que a responsabilidade da educação das crianças não se reduz a atributos sócio construídos de gênero, mas a capacitação profissional, que, independentemente, desses elementos, precisa formar o docente para exercer o seu lugar na educação.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Alison Souza (alisonsouza@ufgd.edu.br) on 2019-06-19T18:02:54Z No. of bitstreams: 1 AdrianaHortadeFaria.pdf: 2278832 bytes, checksum: b68464e5d63b3598c9bd4bc4e323a6b0 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2019-06-19T18:02:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 AdrianaHortadeFaria.pdf: 2278832 bytes, checksum: b68464e5d63b3598c9bd4bc4e323a6b0 (MD5) Previous issue date: 2018-01-29en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal da Grande Douradospt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Educaçãopt_BR
dc.publisher.programPrograma de pós-graduação em Educaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFGDpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectHomens - docênciapt_BR
dc.subjectEducação ruralpt_BR
dc.subjectRural educationen
dc.subjectEducação infantilpt_BR
dc.subjectEarly childhood educationen
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpt_BR
dc.titleTrajetórias docentes: memórias de professores homens que atuaram com crianças no interior de Mato Grosso do Sul (1962-2007)pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Appears in Collections:Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AdrianaHortadeFaria.pdf2,23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.