Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/3222
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Alienação em Marx: os princípios constituintes da desumanização universal
metadata.dc.creator: Santos, Bruno Almeida
metadata.dc.contributor.advisor1: Guillén Carías, Maria Gabriela
metadata.dc.description.resumo: Há muito se perdeu a perspectiva da revolução social, de superação de toda a desumanidade que se instaurou nessa sociedade e que se aprofunda cotidianamente. Se é o marxismo uma teoria de apreensão do movimento do real que tem por finalidade a transformação do modo de produção capitalista por outro, por uma transformação da organização do trabalho, ele só o é pela relação objetiva que a classe proletária tem frente o processo do trabalho. Nesse sentido, e por todo um processo que se deu durante o século XX de perca dessa centralidade do trabalho, como consequência desse afastamento de não achar uma saída emancipadora, é que nos reportamos a esse estudo, buscar primordialmente na concepção rica de Marx, sobre o que significa essencialmente o trabalho. Se é ele que possibilita surgir o ser social e ao mesmo tempo humaniza-lo, buscaremos entender tal relação. Para que possamos entender como a alienação acontece, como ela está ligada ao trabalho, mas como se espalha através de todas as relações sociais para além dos processos produtivos. Essa alienação no ser social será muito mal compreendida pelos teóricos ao longo do tempo, colocando um caráter – erroneamente – essencial do homem à tal desumanização.
Abstract: The perspective of social revolution, of surpassing all the inhumanity that has been instilled in this society and which is daily deepened, has long been lost. If Marxism is a theory of apprehension of the movement of the real that has its purpose the transformation of this mode of production by another, by a transformation of the organization of labor, it is only by the objective relation that the proletarian class has to the process of labor. In this sense, and throughout a process that occurred during the twentieth century of this centrality of work, as a consequence of this departure from not finding an emancipatory way out, we refer to this study, seek primarily in the rich conception of Marx, about whatessentially means work. If it is he who makes it possible to arise the social being and at the same time to humanize it, we will try to understand this relation. So that we can understand how alienation happens, how it is linked to work, but how it spreads throughtout all social relations beyond the productive processes. This alienation in the social being will be very poorly understood by theorists over time, putting a character – erroneously – essential of the man to such dehumanization.
Keywords: Trabalho
Labour
Alienação (Filosofia)
Alienation (Philosophy)
Marxismo
Marxism
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::OUTROS::CIENCIAS SOCIAIS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Grande Dourados
metadata.dc.publisher.initials: UFGD
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas
Citation: SANTOS, Bruno Almeida. Alienação em Marx: os princípios constituintes da desumanização universal. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Sociais) – Faculdade de Ciências Humanas, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/3222
Issue Date: 22-Aug-2017
Appears in Collections:Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BrunoAlmeidaSantos.pdf753,65 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.