Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1890
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Residência
Title: Prevalência de anemia em crianças indígenas de 6 a 59 meses do município de Dourados, Mato Grosso do Sul, Brasil
Other Titles: Prevalence of anemia in indigenous children from 6 to 59 months old of the municipality of Dourados, Mato Grosso do Sul, Brazil
metadata.dc.creator: Souza, Karoline Omizolo de
metadata.dc.contributor.advisor1: Souza, Maria Cristina Corrêa de
metadata.dc.contributor.referee1: Moreira, Naiara Ferraz
metadata.dc.contributor.referee2: Martins, Rita de Cassia Bertolo
metadata.dc.description.resumo: O objetivo do estudo foi estimar a prevalência de anemia em crianças indígenas de 6 a 59 meses do Município de Dourados-MS. Trata-se de um estudo transversal, com amostra probabilística composta por 363 crianças indígenas com idade entre 6 e 59 meses, residentes nas aldeias Bororó e Jaguapiru em Dourados, Mato Grosso do Sul (MS), Brasil. Foi aplicado um questionário padronizado para coletar informações sócio demográficas, clínicas e secundárias. A prevalência geral de anemia encontrada neste estudo foi de 29,8%. A aldeia Jaguapiru apresentou o maior percentual de participantes (50,7%) e a etnia predominante foi a Guarani (76,1%). O maior percentual de participantes foi do sexo masculino (50,4%) e a idade predominante foram os menores de 12 meses (44,1%). A maior prevalência de anemia com diferença estatisticamente significativa foi encontrada em crianças na faixa etária entre 12 e 24 meses com um percentual de 59,3%. Os resultados demonstram que a anemia se apresenta como um importante problema de saúde pública nas crianças indígenas, principalmente nas menores de dois anos, denotando a necessidade de ações preventivas.
Abstract: The aim of the study was to estimate the prevalence of anemia in indigenous children aged from 6 to 59 months old in the municipality of Dourados-MS. This is a cross-sectional study with a probabilistic sample composed of 363 indigenous children aged between 6-59 months, living in Bororó and Jaguapiru Indian villages in Dourados, Mato Grosso do Sul (MS), Brazil. A standardized questionnaire was used to collect socio-demographic, clinical and secondary information. The overall prevalence of anemia found in this study was 29.8%. The Jaguapiru village showed the highest percentage of participants (50.7%) and the predominant ethnic group was Guarani (76.1%). The highest percentage of participants were male (50.4%) and the predominant age were those younger than 12 months old (44.1%). The highest prevalence of anemia with a statistically significant difference was found in children aged between 12 and 24 months, with a percentage of 59.3%. The results show that anemia presents itself as an important public health problem in indigenous children, especially in the ones under two years old, denoting the need for preventive actions.
Keywords: Povos indígenas - saúde
Indigenous peoples - health
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Grande Dourados
metadata.dc.publisher.initials: UFGD
metadata.dc.publisher.department: Hospital Universitário
Citation: SOUZA, Karoline Omizolo de. Prevalência de anemia em crianças indígenas de 6 a 59 meses do município de Dourados, Mato Grosso do Sul, Brasil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Residência Multiprofissional em Saúde) – Hospital Universitário, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1890
Issue Date: 2017
Appears in Collections:Residência Multiprofissional em Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KarolineOmizolodeSouza.pdf170,75 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.