Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1893
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Residência
Title: Relato de experiência da Residência Multiprofissional em Saúde: um convite à criação
metadata.dc.creator: Bernardes, Tania Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Martins, Catia Paranhos
metadata.dc.contributor.referee1: Ribeiro, Sandra Fogaça Rosa
metadata.dc.contributor.referee2: Lima, Francyelle Marques de
metadata.dc.description.resumo: O Sistema Único de Saúde (SUS) propõe a construção de uma sociedade democrática e solidária, mas para isso é essencial a constituição de novos sujeitos sociais comprometidos com o avanço desta proposta (PAIM, 2015). A Residência Multiprofissional em Saúde (RMS) é uma especialização caracterizada por ensino em serviço que visa contribuir com a reestruturação dos processos de trabalho no SUS (BRASIL, 2006, 2008b). Diante disso, através de um Relato de Experiência, esta monografia objetivou articular a RMS como potencial espaço de experimentação e compromisso para a constituição de novos sujeitos sociais. Foi realizada abordagem qualitativa com o intuito de aprofundar a compreensão da lógica interna da microrrealidade da RMS do Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados e contribuir, através da análise de situações percebidas como potências e desafios, para o movimento de criação permanente do programa. O paradigma ético-estético-político, introduzido pela Política Nacional de Humanização, foi articulado como campo simbólico com potência para disparar a constituição de novos sujeitos sociais e a reinvenção das estruturas norteadoras do programa de RMS, considerando para isso espaços já existentes. Formulado por Guattari (1990, 1992), o paradigma insere os componentes éticos, estéticos e políticos nos agenciamentos coletivos que ressoam na produção das subjetividades e dentro do SUS foi apresentado como uma diretriz para as ações de saúde resgatando dimensões muitas vezes encobertas pelas técnicas e rotinas institucionalizadas. A análise de experiências vivenciadas durante a vigência do programa de RMS apontou que é possível operacionalizar a resistência àquilo que se interpõe na construção do SUS democrático por meio do resgate da potência de criação dos processos instituíntes que emergem das vivências cotidianas do residente.
Keywords: Internato não médico
Internship, nonmedical
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Grande Dourados
metadata.dc.publisher.initials: UFGD
metadata.dc.publisher.department: Hospital Universitário
Citation: BERNARDES, Tania Santos. Relato de experiência da Residência Multiprofissional em Saúde: um convite à criação. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Residência Multiprofissional em Saúde) – Hospital Universitário, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1893
Issue Date: 2017
Appears in Collections:Residência Multiprofissional em Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TaniaSantosBernardes.pdf237,52 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.