Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/4418
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Kassuya, Cândida Aparecida Leite-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5350295641539652pt_BR
dc.contributor.advisor-co1Arrigo, Jucicléia da Silva-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8356403517197874pt_BR
dc.creatorBalsalobre, Natália de Matos-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2737504515022874pt_BR
dc.date.accessioned2020-11-05T12:29:16Z-
dc.date.available2020-11-05T12:29:16Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationBALSALOBRE, Natália de Matos. Avaliação toxicogenética do extrato etanólico das folhas de Piper amalago. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Nutrição) – Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/4418-
dc.description.resumoObjetivo do estudo: Piper amalago é uma planta amplamente usada na medicina popular no Brasil, diversos estudos apontam sua eficácia como agente antiinflamatório, analgésico, antiofídico, antimicrobiano, cicatrizante e entre outros. Objetivos: Esse estudo tem como objetivo avaliar a toxicidade do extrato etanólico das folhas de Piper amalago (EEPA) e seus possíveis efeitos antigenotóxico, mutagênico e apoptótico em camundongos. Materiais e Métodos: No teste de genotoxicidade, doses de EEPA (17,5; 175 e 1,750 mg/kg) foram administradas por via oral em camundongos swiss machos adultos (n=5 por grupo), depois foram realizados 4 testes: micronúcleo, cometa, fagocitose e apoptose esplênico. Amostras de sangue periférico foram coletadas após 24, 48 e 72 horas da administração do EEPA. Após 72 horas do início dos testes, os camundongos foram submetidos a eutanásia e tiveram alguns órgãos removidos: o rim para o teste de apoptose, o baço para teste de apoptose e fagocitose e fígado para o teste de apoptose. Para realizar o ensaio cometa foram analisadas 100 células por animal. Resultados: Os testes realizados evidenciaram que em doses orais de 17,5; 175 e 1,750 mg/kg de EEPA não evidenciou alterações em células de material genético (DNA), ou seja, não houve toxicidade nos animais tratados com EEPA e não houve aumento das células apoptóticas quando comparado ao grupo controle negativo. Conclusão: Os resultados demonstram que não há evidências de toxicidade, mutagenicidade e genotoxicidade em nenhuma dosagem utilizada EEPA em camundongos.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Alison Souza (alisonsouza@ufgd.edu.br) on 2020-11-05T12:29:16Z No. of bitstreams: 1 NataliadeMatosBalsalobre - restrito.pdf: 509172 bytes, checksum: 5d11c0daebecc5b04776e95f5e559ee0 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2020-11-05T12:29:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 NataliadeMatosBalsalobre - restrito.pdf: 509172 bytes, checksum: 5d11c0daebecc5b04776e95f5e559ee0 (MD5) Previous issue date: 2017en
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal da Grande Douradospt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências da Saúdept_BR
dc.publisher.initialsUFGDpt_BR
dc.rightsAcesso Restritopt_BR
dc.subjectGenotoxicidadept_BR
dc.subjectGenotoxicityen
dc.subjectApoptosept_BR
dc.subjectApoptosisen
dc.subjectPiper amalagola
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAOpt_BR
dc.titleAvaliação toxicogenética do extrato etanólico das folhas de Piper amalagopt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NataliadeMatosBalsalobre - restrito.pdf497,24 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.