Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/2078
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Subjetivismos e relações de poder na gestão de pessoas: apontamentos a partir de uma empresa de cosméticos
Other Titles: Subjectivisms and power relations in people management: notes from a cosmetics company
metadata.dc.creator: Espíndola, Amanda Dourado
metadata.dc.contributor.advisor1: Binotto, Erlaine
metadata.dc.contributor.referee1: Dutra, Fábio Mascarenhas
metadata.dc.contributor.referee2: Gomes, Narciso Bastos
metadata.dc.description.resumo: Com a globalização o mundo corporativo tem se tornado mais competitivo, por isso as organizações empresariais têm buscado cada vez mais valorizar o capital humano, introduzindo espiritualidade no ambiente de trabalho e reconhecimentos simbólicos com o intuito de auxiliar a controlar e focar as forças de trabalho para os objetivos da empresa. Com isso esse trabalho tem como objetivo analisar como os consultores de beleza percebem os aspectos subjetivos utilizados na relação com a empresa e as consequências disso. Para tanto, a presente pesquisa tem caráter descritivo, qualitativo e quantitativo, bem como documental. Foram realizadas dez entrevistas semiestruturadas com consultoras de uma empresa de cosméticos e analisadas de acordo com a técnica interpretativa. Utilizou-se como modelo os estudos de Pinto (2011) e de Petinelli-Souza, Oliveira e Silva (2015). Os resultados mostram que as consultoras entrevistadas não percebem com clareza os mecanismos utilizados pela empresa, mas estas se sentem mais valorizadas, satisfeitas e motivadas ao trabalhar neste negócio, ou seja, não percebem os aspectos subjetivos e sua influência na vida profissional e pessoal. Ademais, foram encontrados nos materiais da empresa grande enfoque a motivação, empoderamento e aspectos sobre a espiritualidade. Entretanto, é unanimidade que ocorreram impactos positivos na vida profissional e pessoal desde que iniciaram na empresa, até mesmo aquelas que afirmaram já ter passado por decepções na mesma. Com isso, constata-se que mesmo que o uso da espiritualidade no ambiente organizacional esteja diretamente ligado a interesses corporativos, com o intuito de aumentar a produtividade, notou-se que essa existência não é percebida por elas como algo meramente estratégico, mas como atitude de uma empresa que realmente se importa com os colaboradores e os fazem se sentirem especiais.
Abstract: With globalization the corporate world has become more competitive, so business organizations have increasingly sought to value human capital by introducing spirituality into the work environment and symbolic recognitions to help control and focus the workforces to the objectives of the company. This work aims to analyze how beauty consultants perceive the subjective aspects used in the relationship with the company and the consequences of it. Therefore, the present research is descriptive, qualitative and quantitative as well as documentary. Ten semi-structured interviews were conducted with consultants of a cosmetics company and analyzed according to the interpretative technique. The studies of Pinto (2011) and Petinelli-Souza, Oliveira e Silva (2015) were used as models. The results show that the consultants interviewed do not perceive clearly the mechanisms used by the company, but they feel more valued, satisfied and motivated to work in this business, that is, they do not perceive the subjective aspects and their influence in the professional and personal life. In addition, great motivation, empowerment, and aspects of spirituality were found in the company's materials. However, it is unanimous that there have been positive impacts on professional and personal life since they began in the company, even those who said they had already experienced disappointments in it. Thus, even if the use of spirituality in the organizational environment is directly linked to corporate interests, in order to increase productivity, it has been noted that this existence is not perceived by them as merely strategic, but as an attitude of a company that really cares about employees and makes them feel special.
Keywords: Relações de trabalho
Industrial relations
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Grande Dourados
metadata.dc.publisher.initials: UFGD
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia
Citation: ESPÍNDOLA, Amanda Dourado. Subjetivismos e relações de poder na gestão de pessoas: apontamentos a partir de uma empresa de cosméticos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração) – Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2018.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/2078
Issue Date: 30-Nov-2018
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AmandaDouradoEspindola.pdf876,85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.