Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1892
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Residência
Title: Avaliação de indicadores clínicos emocionais e percepções maternas durante a hospitalização de recém-nascidos internados em Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal (UCIN)
Other Titles: Assessment of emotional clinical indicators and maternal perception during the hospitalisation of a newborn hospitalized in a Neonatal Intermediate Care Unit (UCIN)
metadata.dc.creator: Gomes, Raissa Taiane Alencar
metadata.dc.contributor.advisor1: Correia, Luciana Leonetti
metadata.dc.contributor.referee1: Zanfolin, Leidimara Cristina
metadata.dc.contributor.referee2: Lima, Francyelle Marques de
metadata.dc.contributor.referee3: Pereira, Veronica Aparecida
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de indicadores clínicos emocionais de estresse, depressão e ansiedade, além de verificar quais as percepções maternas em relação a hospitalização de recém-nascidos internados em Unidade de Cuidado Intermediários Neonatal (UCIN) do Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados. Participaram desse estudo 20 mães que estavam com seus recém-nascidos hospitalizados a pelo menos 72 horas na UCIN. Para a coleta dos dados foram utilizados os seguintes instrumentos: um protocolo acerca do registro de dados gerais de internação do recém-nascido e sobre a percepção materna em relação a hospitalização do bebê; o Inventário de Sintomas de Stress para adultos de Lipp; o Inventário de Ansiedade de Beck e Inventário de Depressão de Beck. Quanto aos resultados dos indicadores emocionais de estresse, 80% das mães apresentaram estresse, sendo que 38% encontravam-se na fase de alerta e, o restante nas fases de resistência e quase- exaustão (31% respectivamente em cada fase). Houve maior predominância dos sintomas físicos do que psicológicos. Os níveis de ansiedade das mães variaram bastante, sendo que 30% apresentaram nível leve, 40% nível mínimo, 20% moderado e 10% nível grave de ansiedade. Em relação aos níveis de depressão, as maiores prevalências foram nos níveis leve e mínimo, ambos apresentados por 40% da amostra de mães. Além disso, 20% delas apresentaram nível moderado de depressão. Verificou-se ainda que a maior parte das mães apresentaram percepções negativas em relação a hospitalização do recém-nascido na UCIN. Sendo assim, a promoção de uma assistência mais humanizada na UCIN deve proporcionar um ambiente mais acolhedor às mães, incentivando a interação mãe e bebê.
Abstract: The objective of the study was to evaluate the prevalence of emotional clinical indicators of stress, deprission and anxiety, besides in the checking which were the maternal perceptions in relation to hospitalization of neonates hospitalized in a Neonatal Intermediate Care Unit (UCIN) at University Hospital of the Federal University of Grande Dourados. Participated of the study 20 mothers that were with their newborns hospitalized for at least 72 hours in the UCIN. Data were collected it was used the following instruments: a protocol on cause and period of hospitalization of the newborn and about the maternal perception in relation to hospitalization of the baby; the Inventory of Symptoms of Stress for Adults of Lipp; the Beck Anxiety Inventory and Beck Depression Inventory. The results of the indicators of emotional stress, 80% of mothers showed stress, being that 38% were in alert and the rest in the plase of resistance and almost-exhaustion. There was a greater predominance of physical symptoms than psychological. The levels of anxiety in mothers varied greatly, and that 30% had a slight level,40% minimum level, 20% moderate level and only 10% severe level of anxiety. In relation to the levels of depression, the highest prevalence were at lightweight and minimal, both presented by 40% of samples. Furthermore, 20% of them showed moderate level of depression. It was also found that most mothers showed negative perceptions regarding the hospitalization of the newborn in UCIN. Because of this, the promotion of a more humanized in UCIN should provide an environment more welcoming to mothers, encouraging the interaction mother and baby.
Keywords: Mães
Mothers
Depressão
Depression
Recém-nascido
Infant, newborn
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Grande Dourados
metadata.dc.publisher.initials: UFGD
metadata.dc.publisher.department: Hospital Universitário
Citation: GOMES, Raissa Taiane Alencar. Avaliação de indicadores clínicos emocionais e percepções maternas durante a hospitalização de recém-nascidos internados em Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal (UCIN). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Residência Multiprofissional em Saúde) – Hospital Universitário, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2017.
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/1892
Issue Date: 8-Nov-2017
Appears in Collections:Residência Multiprofissional em Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RaissaTaianeAlencarGomes.pdf270,55 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.